PUB
mascote
Banner Favoritos
PUB


  • Início
  • Blog
  • Sexo
  • Se não gostar do encontro com a acompanhante: motivos porque você tem culpa
Se não gostar do encontro com a acompanhante

Já fizemos a parte 1 sobre a temática, mas como o assunto é extenso, esse texto é a parte 2 sobre as razões que podem te levar a não gostar do encontro com a acompanhante. Esses textos têm a finalidade de te orientar a se policiar com relação a sua parcela de culpa nessa história.

Afinal, nem sempre o motivo pelo qual a moça não se desempenhou tanto é só culpa dela (mas ela pode ter uma parcela de culpa nisso sim, vamos falar sobre isso no próximo texto). Pode ser que, mesmo sem perceber, você pise na bola e o encontro vá por água abaixo.

Então, para que você desfrute ao máximo do seu encontro com a acompanhante, seguem mais alguns motivos pelos quais ele pode não ser toda aquela perfeição que você imaginou. E, se você passou alguma situação pela qual não gostou, vem entender melhor o que aconteceu e o que pode melhorar para uma próxima vez.

Mais alguns motivos (nos quais você tem culpa) pelos quais você pode não gostar do encontro com a acompanhante

1 – Você pode não gostar do encontro com a acompanhante por falta de pontualidade sua

Pense bem: se no seu trabalho, você é uma pessoa um tanto atribulada, não iria gostar de ir para uma reunião que atrasasse. Ou de marcar um compromisso com alguém que chegasse meia hora depois. Você teria que resolver tudo com pressa para não acabar com o desempenho do seu dia, não é?

O mesmo acontece se você se atrasa no encontro com a acompanhante. Ela é uma profissional que tem que dar conta de um dia (ou noite) atribulado de trabalho. Então, se você marcou com ela um encontro de uma hora, começando às 20h, chegue pontualmente às 20h. Ou até uns minutos antes.

Caso contrário, se você se atrasar e chegar às 20:15h, por exemplo, o seu encontro vai acabar às 21h do mesmo jeito. Isso acontece porque o horário que ela disponibilizou para você foi somente das 20h às 21h. Isso é tudo questão de planejamento na moça. Ela não vai mudar toda a agenda por conta do seu atraso. Então, se combinou um horário, vá naquele horário.

Existem pessoas que se atrasam para o encontro com a acompanhante e depois reclamam do fato de terem recebido alguns minutos a menos de serviço. Mas lembre-se que, como uma profissional, ela tem o cronograma dela e vai segui-lo.

E não pense que a questão é o dinheiro. Mesmo você querendo pagar a mais por conta do seu atraso, ela pode ter outros compromissos e se recusar a estender o seu horário pelo fato de ter outros compromissos (um próximo cliente ou algo pessoal para fazer). Então, seja responsável e chegue no horário combinado, ok?

2 – Você pediu, ela fez e você não gostou...

Outro motivo pelo qual pode acontecer de o cliente não gostar do encontro com a acompanhante é a tentativa de experimentar coisas novas e não gostar. Às vezes, ele (ou ela) tem uma fantasia e nunca contou para ninguém, vai tentar realiza-la com uma acompanhante e descobre que não era “tudo aquilo” ou que não gosta mesmo.

Em exemplo muito comum são as pessoas que tentam experimentar o sadomasoquismo ou uma sessão de dominação. Mas, no meio da situação, se sentem desconfortáveis ou simplesmente querem parar e dizem a palavra de segurança.

O problema nesse caso não foi a acompanhante. É simplesmente porque o que o cliente pediu não é realmente a praia dele. E está tudo bem, não precisa se desapontar ou se frustrar com isso. Nem reclamar da performance da moça.

O jeito é olhar pelo lado positivo: você já teve a experiência que tanto queria. Agora, pelo menos, sabe que não gosta. Tudo o que é novo é diferente e você pode não gostar em uma primeira vez (ou para sempre). Acontece.

Isso pode acontecer também em encontros onde os clientes contratam danças sensuais, mais de uma pessoa (para fazer ménage), quando pedem para a profissional fazer o uso de fantasias ou de acessórios (como vibradores e plugs anais)...

Tem muita relação com se manter de acordo com a realidade: nenhuma dessas experiências vai ser sobre humana. Você pode gostar muito (achar excelente), pode gostar na medida (achar “normal), pode não gostar ou pode até odiar (tomar horrores mesmo). E a culpa não é dela. Nem sua. É questão de gosto mesmo.

3 – Você pode não gostar do seu encontro com a acompanhante se simplesmente ficar parado (a) igual a uma múmia, deixando que ela faça todo o trabalho

Você sabe que sexo é troca. Não é simplesmente deitar e deixar a outra pessoa “trabalhar” em você. Se é isso o que você espera do encontro com a acompanhante, você pode se frustrar.

Porque sem uma troca, sem você dar uma satisfação, demonstrar se gosta de uma ou outra manobra que ela faz, ela não irá saber bem como te agradar. E isso pode prejudicar o encontro de vocês.

Por isso, a partir do momento em que se propõe a marcar um encontro com a acompanhante e passar um tempo com ela, se entregue à situação de corpo e alma. Participe de tudo, se permita sentir e demonstrar o que gosta e o que não gosta. Com certeza, a sua satisfação quando o encontro acabar será muito maior!