PUB
mascote
Banner Favoritos
PUB


Vicio em pornografia

Você sabia que existe um número alto de pessoas que sofrem com o vicio em pornografia? Em tempos de acesso facilitado de todo tipo de conteúdo pela Internet, o problema só aumenta. Afinal, nunca foi tão fácil consumir os mais diversos tipos de conteúdos pornográficos.

Ter acesso a conteúdos pornográficos e gostar de se entreter e sentir prazer com isso pode ser prazeroso e saudável às vezes. Mas, como tudo na vida, deve ser dosado e ter equilíbrio.

Se você gosta de consumir esse tipo de conteúdo de maneira moderada, a fim de ter prazer e alimentar as suas fantasias e ideias sexuais, não é a mesma coisa que ter vicio em pornografia. E não, não é nada vergonhoso ter contato com esse tipo de conteúdo uma vez ou outra.

Quem sofre com o vicio em pornografia sabe o quanto isso pode afetar os seus relacionamentos, as suas relações sexuais com os parceiros “reais”, as suas emoções e até a sua vida profissional.

Isso porque, por se tornar um vício ou uma necessidade que você quase não consegue (ou não consegue mesmo) controlar, o acesso a conteúdos de cunho sexual passa a ser nocivo.

Um bom exemplo disso são as pessoas que não conseguem mais sentir tesão ou se satisfazer sexualmente com o parceiro (ou parceira). Essas pessoas chegam a um ponto o qual só conseguem sentir prazer ao assistir pornografia. De nenhum outro jeito mais.

Se você está passando por esse tipo de situação, considere se não está sofrendo com o vicio em pornografia. Se possível, consulte um profissional acerca da possibilidade de isso estar acontecendo e considere fazer um tratamento.

A seguir, trazemos algumas dicas para ajudar você a lidar com o vicio em pornografia e conseguir se ver livre dele, de forma que ele não atrapalhe mais a sua vida.

Como lidar com o vicio em pornografia

1 – Entenda que o vicio em pornografia é um problema

Se você vive em negação com relação ao reconhecimento de ter vicio em pornografia, saiba que será muito mais difícil lidar com ele dessa forma.

O primeiro passo para que você consiga lidar com essa questão é reconhece-la. Reconhecer que está acontecendo com você e que você precisa (e quer) se livrar disso. Você é a única pessoa capaz de refletir claramente e tomar a decisão de se tratar a fim de melhorar a sua vida. Tenha forças e seja sincero (a) com você mesmo (a).

2 – Busque ajuda especializada

Reconheceu que sofre com o vicio em pornografia e que isso confere um problema para a sua vida? Busque ajuda especializada para que consiga lidar com o seu problema da melhor forma.

Pode ser um médico, psiquiatra, psicólogo, conselheiro, amigo ou parente em quem confie muito ou até mesmo um líder espiritual. O mais importante é que essa pessoa seja de confiança e não te julgue ou te faça se sentir mal pelo seu problema e sim que te ajude a buscar maneiras eficazes de resolvê-lo.

3 – Por que você se viciou?

Tente compreender o motivo que te levou a chegar ao ponto de ter vicio em pornografia. Pode ser uma curiosidade que cresceu demais, uma desilusão amorosa ou a busca por um prazer que, por algum motivo, você não tinha. Entenda o que te levou a chegar a esse ponto e faça as pazes com isso.

4 – Mantenha-se ocupado (a) com coisas mais interessantes

Se você passa o dia ocioso (a) ou entediado (a) é mais fácil que venha a procurar, novamente, a pornografia para preencher o seu tempo. Por isso, procure ter o dia cheio de atividades interessantes, de forma que não tenha nem tempo de querer alimentar o vicio em pornografia.

5 – Socialize

Não existe nada melhor do que estar cercado (a) de pessoas para socializar para conseguir deixar o vicio em pornografia de lado. Afinal, uma das coisas que costumam levar ao consumo excessivo de pornografia é a solidão.

Então mantenha-se em atividades que te coloquem em contato com várias pessoas, a fim de se ocupar e sentir que tem companhia, a ponto de não precisar buscar pela pornografia.

6 – Evite o vicio em pornografia de qualquer maneira

Bloqueie os sites pornográficos no seu computador e demais aparelhos e livre-se de revistas, vídeos e materiais que tenham o conteúdo.

7 – Comprometa-se com você mesmo (a)

Crie um compromisso com a sua própria pessoa de evitar o vicio em pornografia. Do mesmo jeito que se criasse um compromisso com outra pessoa. Assim, você conseguirá ter mais foco para cumprir com o seu combinado. Andou fora dos trilhos? Não se preocupe! Retorne aos trilhos e “siga o baile”.

8 – Não desanime

Se você sofre ou sofreu com o vicio em pornografia, sabe que deve lutar contra ele todos os dias. Podendo contar com a ajuda de uma pessoa querida ou de um profissional, melhor ainda! Saiba que esse é um trabalho diário para evitar recaídas e conseguir levar uma vida saudável.