PUB
mascote
Banner Favoritos
PUB


A mulher pode engravidar tomando anticoncepcional?

O que não falta por aí são dúvidas com relação aos anticoncepcionais orais. E uma das dúvidas que tanto mulheres quanto homens têm é se a mulher pode engravidar mesmo tomando anticoncepcional. Você já se pegou com essa dúvida?

Afinal, será que existe algum hábito, medicamento ou situação que possa comprometer o efeito da pílula, a ponto de ela não funcionar? Mais que isso: será que a pílula anticoncepcional, por si só, é 100% eficaz ou tem as suas falhas?

Se é isso o que você quer descobrir, continue na leitura desse texto para descobrir se a mulher pode engravidar mesmo tomando anticoncepcional. Dessa maneira, você pode se prevenir de que “acidentes” aconteçam e estar ciente do que pode ter acontecido caso se depare com alguma “surpresa” por aí.

Afinal, a mulher pode engravidar tomando anticoncepcional?

Bem, acho que a resposta para essa pergunta pode vir a te surpreender (ou te assustar) um pouco. Mas, sim, a mulher pode engravidar mesmo tomando anticoncepcional. E mais: as pílulas anticoncepcionais orais não são 100% eficazes quando se trata de prevenir uma gravidez indesejada.

Ou seja, por mais que muitas pessoas esperem que o anticoncepcional oral as mantenha livres de uma gravidez não planejada, pode ser que até 5% dessas pessoas tenham “surpresas” se estiverem utilizando esse método como única maneira de contracepção.

Como pode acontecer de uma mulher engravidar tomando anticoncepcional?

Antes de você sair colocando a culpa nos fabricantes de contraceptivos orais caso se depare com alguma “surpresa”, saiba que existem muitos fatores que podem influenciar na eficácia da pílula anticoncepcional. Vem conhecer alguns deles para que você não corra riscos desnecessários.

Afinal, você sabe como tomar o seu anticoncepcional?

Um dos motivos que podem levar a mulher a engravidar mesmo tomando anticoncepcional é a maneira de tomar o medicamento. Normalmente, quando vão ao ginecologista, as mulheres escutam que devem tomar a pílula uma “vez por dia”. E aí, na segunda-feira tomam pela manhã, na quarta-feira tomam de tarde, no sábado esquecem e tomam logo duas de uma vez só no domingo...

Pode parecer que essas alterações inofensivas na maneira de tomar o contraceptivo não causem nenhuma mudança nos efeitos do medicamento, mas a verdade é que causam sim. E o mais interessante é que grande parte das mulheres toma a pílula dessa maneira, sem estabelecer um horário fixo.

Estabelecendo um horário diário fixo para ingerir a pílula anticoncepcional, as chances de que ela venha a falhar em sua eficácia são menos de 1%. Por isso, a importância de tomá-la todos os dias, no mesmo horário. Assim, você não deixa espaços de tempo para que a dosagem hormonal fique instável e você perca proteção.

Atrasar o horário de tomar a pílula em apenas 3 horas pode fazer com que a sua chance de falha cresça de 1 para 9%. Imagine só o que pode acontecer se você se esquecer do medicamento uma ou duas vezes em um mês e não apelar para um método contraceptivo extra (como a camisinha).

Lembre-se de conversar com o seu médico caso faça (ou precise fazer) o uso de outros medicamentos, como antibióticos e antifúngicos para ter a certeza de que eles não irão comprometer a eficácia do anticoncepcional.

Qual é o tipo de anticoncepcional que você usa?

É muito importante conversar com o seu (sua) ginecologista sobre o tipo de anticoncepcional que toma. As pílulas combinadas (estrogênio + progesterona) costumam ter mais eficácia do que os contraceptivos só com progesterona.

Isso acontece porque as pílulas que só têm progesterona têm a ação de espessar o muco cervical e diminuir a espessura do revestimento uterino para impedir que os espermatozoides alcancem o óvulo.

Três horas de esquecimento desse tipo de anticoncepcional já são suficientes para que o muco diminua o seu espessamento e o medicamento perca a eficácia. Por isso, é recomendado que se utilize outro método caso esqueça de tomar esse remédio.

Em contrapartida, os anticoncepcionais combinados agem impedindo que os ovários liberem óvulos, além de ter as duas outras ações que a pílula de progesterona tem. Isso faz com que o seu efeito seja mais “confiável” e que você possa dar a pausa convencional de uma semana entre as cartelas.

O que fazer se eu esquecer de tomar o anticoncepcional?

Essa é outra questão muito importante que vai te ajudar (ou não) a prevenir uma gravidez não desejada. Se esqueceu de tomar uma pílula do tipo combinada, tome-a no momento que lembrar. Se isso for só no dia seguinte, tome as duas de uma vez.

No caso da pílula só de progesterona, tome-a assim que lembrar, mas não adianta tomar duas ao mesmo tempo. Apenas tome o medicamento e mantenha-se no horário novo (como se estivesse começando de novo) e use algum método de barreira por, no mínimo, dois dias.

E se eu engravidar tomando anticoncepcional?

O recomendado é que você tome a sua pílula anticoncepcional perfeitamente, todos os dias no mesmo horário e combine uma proteção extra caso venha a esquecer. Mas, se, por algum motivo, você veio a engravidar, o primeiro passo é parar de tomar o anticoncepcional. Isso pode trazer efeitos gravíssimos ao feto. Dado esse passo, procure logo as orientações do seu médico de confiança com relação à gravidez.