PUB
mascote
Banner Favoritos
PUB


Book Azul e Book Rosa

A expressão Book Azul é designada à prostituição masculina, ela é feita dentro de uma agência de modelos. Nesse contexto, os modelos cadastrados nas agências recebem propostas de clientes de forma a participarem de atividades sexuais.

 As agências adeptas do Book Azul disponibilizam em uma lista de modelos para os clientes interessados em determinados serviços.

Os modelos dessas agências cobram valores muito altos por seus serviços. Aqui no Brasil, os valores variam entre R$200 à R$400 reais por hora. Dessa forma, existe a interpretação de que o Book Azul é uma “prostituição de luxo”.

Origem do termo

O Book Azul vem do termo Book Rosa, sendo esse para modelos do sexo feminino, que desempenham o mesmo trabalho.

Book Rosa

O Book Rosa é muito parecido com o Book Azul, a diferença é que as modelos são do sexo feminino. O Book Rosa também pode ser considerado um tipo de prostituição.

 As modelos disponibilizam-se para seus clientes a partir da troca de dinheiro, prêmios especiais, viagens internacionais de luxo e alto custo, roupas de grife, joias, etc.

No geral, o Book Rosa é um tipo de prostituição de alto luxo, lidando com modelos exclusivas, sendo assim, os clientes estão dispostos a pagar valores exuberantes por seus serviços.

O motivo de aceitação da prática do Book Rosa

Algumas modelos aceitam por conta do pagamento, que é de um valor bastante alto. Ao ser contratada, ela pode ser paga apenas para ficar ao lado de um veículo em determinado tempo, variando, por exemplo, entre 13h à 20h da noite, com uma vestimenta adequada ao tipo de serviço contratado e um sorriso e olhar agradável, esse trabalho pode variar entre 100R$ à 200R$. As modelos que aceitam fazer parte do Book Rosa podem faturar até 700R$ por noite, elas topam fazer parte por conta da rentabilidade.

Existem aquelas pessoas que não consideram o Book Rosa um trabalho, argumentando contra o mesmo, dizem para as pessoas que fazem parte arranjarem um emprego decente e negar o esquema, entretanto, algumas modelos fazem isso para tentar a vida na cidade grande, todos nós sabemos o custo de uma faculdade privada, que tem valores altos dependendo do curso. Dessa forma, algumas modelos vão em busca de oportunidades e optam pelo Book Rosa por questões de necessidades financeiras para se manterem em determinado lugar ou conseguirem concluir seus planos de estudo ou fazer a vida.

Como acontece?

O convite para ingressarem no Book Rosa acontece com modelos desconhecidas ou modelos em ascensão, quanto mais conhecidas elas ficam, maior é o custo de seus serviços. Algumas profissionais têm critérios estabelecidos e, juntamente com o medo do que a família pode pensar a respeito do serviço, elas optam por não seguir a carreira.

Algumas novelas apresentam temas considerados polêmicos, que deixam o público chocado, mas o Book Rosa já está presente na sociedade há muito tempo. Alguns milionários chegam a se tornar sócios de algumas agências para ter acesso às modelos mais bonitas.

As modelos são observadas por olheiros e então selecionadas para o Book Rosa, caso tenham interesse, há um tempo atrás, se uma modelo tivesse 13 anos já era de boa idade para participar, mas com o passar dos anos, foi determinado que as modelos não podiam ser tão jovens, entretanto, as jovens que são selecionadas chegam a ter no mínimo 16 anos. As fotos dessas modelos são vistas, geralmente, por pedófilos, o que é um problema gravíssimo na nossa sociedade, a pedofilia. Geralmente, os locais que mais procuram modelos são o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Muitas agências e modelos praticam o Book Rosa, mas isso não pode ser dito de modo a generalizar, pois existem agências e modelos que não compactuam com tal prática. As propostas geralmente são feitas nas redes sociais ou WhatsApp. As agências que praticam o Book Rosa usam os eventos, catálogos e desfiles como fachada.

O Preconceito e o Machismo

Os recrutadores usam discursos de manipulação com um machismo enrustido, de modo que as modelos não percebam, tratando as mesmas como objetos. Geralmente, os recrutadores vão até a modelo de forma descontraída, logo que a conversa evolui eles elogiam, e se acham uma brecha, perguntam se a modelo tem interesse no book rosa e discutem valores, mesmo que a mesma não queira. Isso promove o machismo, pois dá a entender que as mulheres são uma mercadoria.

O problema dessas organizações é que elas oprimem as mulheres, promovem a prostituição, o machismo e a violência contra a mulher, algumas são mortas por trabalharem com sexo.

Promover o machismo e a violência contra a mulher é regredir no tempo e ignorar todas as lutas que as mulheres passam por anos, lutaram contra o machismo pela conquista de seus direitos, o preconceito existe até mesmo nas pessoas que compactuam com esse tipo de organização.