PUB
mascote
PUB


Dicas para trabalhar como acompanhante

O trabalho como acompanhante traz diversas vantagens, assim como dicas e regras a serem seguidas para que você tire o melhor proveito possível caso resolva seguir com essa profissão. É por isso que fizemos esse texto com as dicas bombásticas para você trabalhar como acompanhante, vem conferir!

Confira quais são as dicas para trabalhar como acompanhante

1 – Regras de ouro a ser seguida: segurança

Mais do que dicas bombásticas para você trabalhar como acompanhante, trouxemos uma regra essencial para o seu trabalho: a segurança. Sem ela, é impossível se manter na profissão.

E, desde o comecinho da carreira enquanto acompanhante é essencial que você siga essa regra e a deixe bem clara para os seus clientes. Afinal, elas é essencial para o seu bem e para o bem dele.

É de extrema importância que você procure estar segura e saudável em qualquer situação. Se o cliente fizer algo que possa colocar em risco a sua segurança ou a sua saúde (como, por exemplo, tentar te sufocar ou transar sem preservativo), encerre o programa e nunca mais atenda essa pessoa.

2 – Nada de mostrar o dinheiro em público

Como a profissão de acompanhante não é regulamentada no Brasil, nada de receber o dinheiro vivo em público. Por dois motivos: as pessoas podem perceber o que você está fazendo e realizarem uma denúncia e, pior, pessoas mal-intencionadas podem ficar de olho na quantia recebida por você e podem vir a te assaltar depois.

Então, quando for receber o pagamento do cliente antes de ir para o quarto, peça para que o cliente coloque o dinheiro em um envelope e que te entregue discretamente, para que você guarde na sua bolsa, sem nenhum alarde.

3 – Saiba como dizer “não”

Uma das dicas bombásticas de como trabalhar como acompanhante é saber dizer “não”. Existem clientes que, mesmo entrando em um acordo prévio sobre o que fazer e o que não fazer durante o encontro, irão insistir para fazer coisas que você já deixou bem claro que não faz.

Pode ser transar sem camisinha, sexo anal, BDSM... Independentemente do que seja, se você não quer fazer (e, inclusive, já tinha conversado sobre isso antes do encontro), não faça. Afinal, você não quer fazer nada que traga riscos para a sua saúde ou que te deixe desconfortável, não é mesmo? Seja firme no seu “não”.

4 – Curta o momento!

“Ah, mas é meu horário de trabalho, eu deveria mesmo estar curtindo o momento?”. A resposta é: claro que sim! Se entregue ao momento, curta cada toque e cada carícia, afinal, você também escolheu essa profissão pela diversão, não é?

Não é porque você tem um relacionamento à parte do seu trabalho que você vai deixar de aproveitar uma das dicas bombásticas de como trabalhar como acompanhante. Se você resolveu trabalhar com prazer, aproveite para curtir!

5 – Vista o seu personagem e saiba separar a sua vida pessoal da sua vida profissional

Quando uma mulher decide trabalhar como acompanhante, a profissional que ela se torna não precisa ser, necessariamente, a pessoa que ela é no seu dia-a-dia. Por isso, aproveite para vestir a sua personagem enquanto trabalha e para ser quem você é na sua vida real. E saiba separar essas duas pessoas.

É por esse motivo que uma das dicas bombásticas para você trabalhar como acompanhante é você agir quase como se fosse uma atriz. Defina que você é na sua profissão, os seus limites e as suas fantasias.

6 – Defina os seus limites

Não é porque você decidiu se tornar acompanhante que não vai ter limites, não é mesmo? É por isso que outra das dicas bombásticas para você trabalhar como acompanhante é que você defina os seus limites.

Não faça nada que te deixa desconfortável só porque é uma fantasia de algum cliente. Não quer fazer anal? Não faça! Não quer deixar o cliente gozar na sua cara? Não deixe! Transar sem camisinha então, nem pensar! Deixe todos os limites bem claros antes do encontro.

7 – Saiba se comunicar bem

Uma boa comunicação é essencial para os mais diversos tipos de profissões, inclusive, para o trabalho de acompanhante. É essencial que você saiba se comunicar bem, tanto transmitindo os sentimentos e sensações para os seus clientes, quanto sabendo entender as necessidades deles, mesmo que sejam expressas de maneira sutil.

8 – Esteja ciente da lista negra de clientes da sua região

Sabe aqueles clientes que tendem a ser violentos, a não querer usar preservativo ou a causar qualquer tipo de problema? As acompanhantes costumam ter uma lista negra com o nome de cada um deles.

Se você vai atender uma pessoa pela primeira vez, uma das dicas bombásticas para você trabalhar como acompanhante é checar se essa pessoa não se encontra na lista negra. Se sim, fuja desse cliente! Da mesma maneira que, se tiver algum tipo de problema com alguém, você deve colocar essa pessoa na sua lista negra e avisar às colegas de profissão.