PUB
mascote
Banner Favoritos
PUB


Aumento do pênis

Apesar de existirem muitas controvérsias a respeito do aumento do pênis, existem procedimentos e técnicas que visam esse aumento. Essas técnicas também são conhecidas como realce masculino.

O realce masculino é o nome dado à todas as técnicas que visam o aumento do pênis, ou seja, existem diversos métodos que visam aumentar o comprimento total, tamanho da glande ou da circunferência.

Existem as técnicas as cirúrgicas, as com uso de suplementos, pomadas, remendos, ou métodos físicos, como bombeamento, tração ou jelqing. As técnicas podem ser selecionadas de acordo com o resultado esperado.

Os métodos de aumento do pênis são eficazes?

Os métodos de aumento do pênis, se praticados de forma correta e com acompanhamento, podem ser muito eficazes, mas isso pode variar, existem casos específicos em que esses métodos são necessários.

Os métodos cirúrgicos, apesar de apresentarem bons resultados, também podem ser acompanhados de riscos, por isso é preciso cuidado. Embora seja um método eficaz, não é indicado clinicamente, sendo na maioria das vezes feito em situações que envolvem micropênis.

Existem os métodos não invasivos, porém, esses métodos não foram estudados de forma aprofundada, ou seja, não existem evidências científicas que comprovam sua eficácia.

Por outro lado, limitadamente algumas evidências científicas favorecem a ideia de que existe um possível alongamento por tração prolongada.

É preciso prestar bastante atenção ao procurar produtos que “prometem alongar o pênis”, pois existem charlatães que prometem o alongamento do pênis, porém, eles apenas auxiliam na melhora da ereção.

Métodos cirúrgicos de aumento do pênis

Existem diversos métodos e tratamentos cirúrgicos que visam o aumento do pênis, porém, grande maioria desses métodos apresentam riscos e complicações que podem ser irreversíveis.

Esses métodos, além de apresentarem riscos, não são licenciados, as consequências podem ser graves.

Os métodos podem incluir, além do aumento peniano, a liberação do ligamento suspensor do pênis (mantém o pênis próximo ao osso púbico, o apoiando quando ereto.).

Esses procedimentos são feitos com injeções de células adiposas ou enxerto dessas células no pênis.

A injeção de células de gordura no pênis pode deixa-lo deformado e inchado, existem casos em que é preciso recorrer à amputação do pênis.

O enxerto de células adiposas inicialmente pode ser eficaz, entretanto, o resultado tende a desaparecer com o passar do tempo e, além disso, a liberação do ligamento suspenso aumenta apenas o comprimento do pênis enquanto ele está flácido, não durante a ereção, podendo afetar também na função sexual.

De acordo com a American Urological Association (AUA) e a Urology Care Foundation, as injeções cutâneas de gordura, além de não demonstrarem eficácia, não são seguras. Esses procedimentos podem causar complicações além da estética, pois, além das cicatrizes e o encolhimento do pênis, pode causar a disfunção erétil.

Além desses procedimentos, existem outros que consistem na injeção de preenchimentos dérmicos, como PMMA ou gel de silicone. Esses preenchimentos, assim como os citados acima, não são aprovados pela Food And Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos para o uso no pênis.

Os métodos de aumento do pênis não são recomendados

Embora existam diversos métodos, os profissionais médicos não acreditam que esses métodos possam ser eficazes, havendo certo ceticismo, por conta dos graves riscos e incertezas acerca desses procedimentos.

De acordo com um estudo feito em 2019 feito pela Sexual Medicine Reviews, foi descoberto que os métodos cirúrgicos que prometem o aumento do pênis são ineficazes, além de causarem problemas na saúde física e mental. Além disso, apontam que a única coisa que sustenta a eficácia desses procedimentos são evidências escassas e cirurgias de baixa qualidade.

As cirurgias e o uso de injetáveis devem ser deixados para último caso, e o uso desses procedimentos fora do contexto clínico legal é antiético.

Na grande maioria desses procedimentos, os resultados apresentaram baixos índices de satisfação, seguido de encurtamento do pênis, deformidades e disfunção erétil.

Muitos charlatães vendem pílulas, pomadas e remendos que prometem o aumento do pênis, no entanto, esses produtos são considerados igualmente ineficazes.

Os únicos casos em que se esses procedimentos cirúrgicos são recomendados são os casos de micropênis, pois além de melhorar a função urinária, melhora a função sexual.

Métodos físicos para o aumento do pênis

As técnicas físicas para quem procura um aumento peniano consistem em dispositivos de extensão, pressão de vácuo ou pesos suspensos, porém, existem controvérsias acerca desses procedimentos.

A bomba peniana auxilia no aumento do pênis?

Existem pessoas que utilizam o bombeamento, ou mais conhecido como “bomba peniana”, esse dispositivo funciona como uma forma de ereção à vácuo (VED), ele cria uma pressão negativa que se expande, dessa forma, atrai sangue para o pênis. Existem VEDs medicamente aprovados que ajudam a combater a disfunção erétil, porém, eles têm uma pressão máxima limitada, diferentemente das bombas penianas compradas por consumidores que buscam o aumento peniano, essas bombas, se usadas de maneira errada, podem atingir uma pressão perigosa ao órgão sexual, podendo danificar o tecido do pênis. Além disso, se utilizado por mais de 30 minutos, podem danificar permanentemente o pênis e tecido, causando também a disfunção erétil. Clinicamente, esse procedimento também não é eficaz para o aumento do pênis.

Jelqing

Esse método consiste em uma manipulação manual, em que a pessoa acaricia e aperta o pênis simultaneamente o eixo da base à corona. Essa técnica tem origens árabes muito antigas. Muitas pessoas relatam sucesso na técnica, apesar de não existir comprovação científica. Muito dificilmente irá lesionar seriamente o pênis, entretanto, se feito de maneira excessiva, pode causar cicatrizes, rupturas, desfiguração e dessensibilização.

Tração

A tração não envolve cirurgia para alongar o pênis, esse dispositivo puxa a glande do pênis por períodos longos de tempo. Esse tratamento é comumente associado à doença de Peyronie, tratando a curvatura e retração do pênis. Esse método é apoiado por algumas evidências científicas, esses métodos apontam alongamento por tração prolongada.

Existem diversos homens ao redor do mundo que se queixam do tamanho de seus pênis, entretanto, isso não é um problema difícil de ser resolvido, pensar no aumento do pênis é apenas um detalhe que, além de ser prejudicial, não irá ajudar no desempenho sexual. Geralmente, o tamanho do pênis está ligado à má interpretação causada pela indústria pornográfica, e os homens que consomem o pornô geralmente passam por frustrações que são apenas da imaginação, buscando um aumento desnecessário. Porém, o desempenho sexual não depende apenas do tamanho, mas sim, de como cada um irá agir com o parceiro. À menos que você sofra de alguma condição, como micropênis ou doença de Peyronie, não pense em procedimentos cirúrgicos ou métodos que aumentem o pênis, pois, além de não ser necessário, pode causar reações irreversíveis, podendo prejudicar sua vida sexual durante toda a vida. As únicas coisas necessárias para você que não sofre de nenhuma condição como as citadas acima é trabalhar sua mente e melhorar seu desempenho de forma natural.