PUB
mascote
PUB


O que é o dogging?

Ao falar sobre sexo podemos mergulhar em um universo bem complexo, cheio de possibilidades e de diversidade. Existem pessoas que têm inúmeras preferências em se tratando de posições, práticas e lugares. E entre as práticas mais polêmicas e menos comentadas podemos destacar o dogging, conhece?

O que é o dogging?

O dogging é uma prática sexual que (como todas as outras devem ser) é consentida, na qual os envolvidos (que, normalmente, são um casal, mas podem ser mais pessoas) protagonizam um ato de sexo público ou semi público.

É como uma prática exibicionista para voyeurs. Com a diferença de que tudo acontece em pleno consenso de todos os envolvidos, o que pode tornar a situação bem mais intensa e bem mais prazerosa, dado o fato de que os espectadores ficam bem de perto.

Esses espectadores podem ser pessoas desconhecidas do casal principal, que se tornam curiosa com a prática e são encorajados a assistir bem de pertinho o ato. Assim, quem o está praticando tem a excitação bem mais aumentada.

A história do dogging

Mas eu aposto que, ao ler a palavra “dogging” logo no título do texto não foi bem isso o que você imaginou. Você pode ter imaginado algo relacionado ao doggystile (posição sexual de quatro) ou aquelas práticas de BDSM onde o “escravo” é tratado pelo “mestre” como se fosse um cachorro, certo?

E eu digo isso porque foi isso o que eu pensei em um primeiro momento de pesquisa. Não imaginava que o dogging consistia na prática consentida de sexo em público, de maneira que pudesse ser assistido por desconhecidos. Por isso, a importância de trazer a origem do termo dogging.

O termo dogging surgiu na Inglaterra por volta dos anos 1970. Inclusive, dogging, realmente, tem alguma relação com a palavra cachorro em inglês. E, realmente, tem a ver com “cachorro passeando”, por conta do “ing” no final da palavra. Mas em que isso se relaciona com o sexo em público?

A explicação concreta para o termo dogging se relacionar ao sexo em público tem a ver com o comportamento sexual dos cachorros, que não têm nenhum pudor ao se relacionar em público.

Mas também pode se relacionar ao fato de que algumas pessoas, quando levam os seus cães para passear à noite, podem se deparar com outras pessoas fazendo sexo em locais públicos e parar para observar um pouco.

Quem são os envolvidos no dogging?

As “estrelas” do dogging são o casal principal (ou mais pessoas), que se propõem a se exibir de forma consensual para outras pessoas. Eles são a parte exibicionista da prática.

Mas é óbvio que os exibicionistas não existiriam se não houvessem os voyeurs que gostam de assisti-los. E isso pode acontecer tanto de forma presencial, em parques ou praças públicas, bem como em festas dentro de lugares privados.

Porém saiba que esse tipo de prática tem os seus riscos, visto que praticar sexo em público é considerado crime e as pessoas envolvidas podem ser presas, tanto os exibicionistas quanto os voyeurs.

Por isso, o ideal é buscar locais adequados para tal, como clubes especializados ou então festas privadas nas quais todos estejam em consenso com o assunto.

É por isso que a prática tem migrado cada vez mais para a Internet. Dessa maneira, os adeptos podem ter mais segurança para se exibir e para assistir as exibições.

Como funciona o dogging?

O mais tradicional é que o dogging siga até um tipo de “roteiro”, sabe? Ele começa com o casal se relacionando dentro de um carro, trocando carícias bem ousadas e começando a transar. Nesse compasso, existem outras pessoas por ali que param para assistir o ato.

Pode ser somente uma pessoa ou mais pessoas que param em volta do carro para apreciar o que o casal exibicionista está fazendo. Porém, o ato pode ter início em outros lugares também. Com as pessoas apreciando, a brincadeira pode partir para fora do carro, com os espectadores se aproximando mais ainda.

E então, pode acontecer de duas maneiras: se mais conservadores, o casal exibicionista pode apenas continuar se exibindo. Mas, se mais ousados, eles podem permitir que os espectadores se envolvam na situação, tocando os exibicionistas e até participando do ato sexual.

Mas os espectadores podem somente estar por perto e se masturbar enquanto assistem os exibicionistas. Tudo isso será decidido pelo casal que está se exibindo em público.

De uma forma clássica, o comum é que o dogging aconteça em locais públicos, como praças, parques ou ruas públicas, a partir do período da tarde. Existem sites próprios na Internet onde as pessoas marcam os encontros para serem assistidas ou assistir enquanto transam.

Quais os limites e as regras do dogging?

Se engana quem pensa que, por ser uma prática sexual na qual as pessoas se exibem publicamente, o dogging não tem limites ou regras. Existem alguns códigos que estabelecem o quando os espectadores podem se envolver ou não.

Por exemplo: quando acontece no carro, se a luz está acesa, significa que os espectadores podem ficar mais próximos do veículo, se a janela está aberta, significa que os exibicionistas podem ser tocados pelos espectadores e, se a porta está aberta, significa que as outras pessoas podem participar ativamente do ato.

Como você pode perceber, a prática do dogging é uma prática sexual bem ousada, não é mesmo? E você, teria coragem?